9 Dicas para migrar seu banco de dados com sucesso!

A maioria dos DBAs, está preocupada com a continuidade e melhoria da capacidade de seus SGBDs (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) e para ter essa garantia, a forma de transição destes sistemas é muito importante.

Para identificar componentes integrantes de um SGBD, é necessário mapear todo o processo produtivo, bem como o uso de algumas ferramentas e soluções de apoio.
Aqui seguem algumas práticas para que este processo seja bem sucedido.

• Plano de gerenciamento de mudanças (GMUD)
Um dos pontos principais da migração é a preparação de um plano de mudança consistente, abordando todas as etapas conforme o ITIL recomenda, inclusive o rollback em caso de falhas.

• Sistemas de monitoração e desempenho
A melhora do desempenho é uma das razões principais das migrações, por isso é muito importante ter informações da utilização dos recursos antes e pós migração, bem como a identificação de eventos com a continuidade do ambiente em produção.

• Sistemas de backup
Componente fundamental para a administração do seu banco de dados, certifique-se que seu backup está integro, seguro e disponível, realize testes de restore periódicos e valide antes de inciar sua mudança.

• Validação do Sistema Operacional
Realize a validação dos patches/pacotes e versões do sistema operacional, cheque a inicialização automática dos serviços e demais processamentos em lotes.

• Scripts de migração
DBA´s gostam e precisam reduzir o trabalho manual para melhorar sua produtividade, por isso é bem comum a utilização de script que facilitem esta etapa, para criação de usuários, schemas, datafiles e demais componentes necessários.

• Agendamento de Tarefas
Faça o levantamento de todas as tarefas configuradas e agendadas para os bancos de dados, identificando possíveis mudanças para o novo ambiente.

• Logs e traces
Esses arquivos são muito importantes para informar ao DBA o comportamento dos bancos de dados e mitigar possíveis problemas.

• Scripts de manutenção dos Bancos
É muito comum a utilização de script de manutenção dos bancos, eles visam garantir o bom desempenho e acesso aos dados, por isso garantir que o novo ambiente esteja com os dados, objetos, índices, estatísticas e demais componentes validados é fundamental.

• Registro e comunicação
Mesmo fazendo parte da GMUD, concluímos as etapas com os registros necessários da mudança e a devida comunicação com as partes envolvidas no processo realizado.

As dicas listadas são comuns para qualquer ambiente, independente do gerenciador de banco de dados.

Author: Daniel Augusto

Meu nome é Daniel Augusto Tomaz Coelho, tenho 15 anos de experiência com TI, atualmente trabalho na Equinix do Brasil como Coordenador de Operações que tem como objetivo a administração de ambientes de missão crítica. Idealizador e Organizador do IDC Summit, 1º Congresso Online de Data Center do Brasil (http://www.idcsummit.com.br)

Share This Post On